NOSSOS DESTAQUES >>

*BLOGANDO* Não se constroi o novo com o velho de de novo. Eles representam o NUCLEAR, eles representam o MAL. Nosso Voto, Nossa Responsabilidade.
 

Relatório - CONSCIÊNCIA NEGRA

A palestra transmitida pela Faculdade Anhanguera no dia 20 de Novembro, dia em que se comemora a Consciência Negra, apresentou diversos questionamentos. O objetivo é nos fazer compreender que vivemos em uma sociedade preconceituosa, e que isso nos empobrece enquanto ser humano e país democrático. 
Foi feita uma análise da história do Brasil para que possamos entender de onde vem este mal chamado preconceito e porque ele sobrevive em nós até hoje. Nossa história é marcada por preconceito e desrespeito para com o outro, mas perante os direitos humanos somos iguais, assim se apresenta a democracia demagoga. Vários escravos vieram para cá, como mercadorias e sem nenhum direito, aí brotou a semente podre regada por muitos de nós, durante anos assim aconteceu, o negro “era descriminado, humilhado e explorado” por um branco que é sujo e não ver. No tempo do Brasil colonial o negro Zumbi se tornou símbolo de resistência e luta contra a escravidão, lutando pela liberdade de culto, religião e a pratica da cultura africana no Brasil, por isso ícone de orgulho dentre os grandes líderes de nossa história. O dia de sua morte é considerado e comemorado o Dia da Consciência Negra. 
Os séculos se passaram e até hoje muitos de nós alimenta o preconceito em si, descriminamos as pessoas como se fosse natural e às vezes até de forma inconsciente, pergunta-se aos
brasileiros se eles acham que há preconceito racial no Brasil, e a resposta é sim, ao perguntar se eles são racistas, eles dizem que não. Há portando aí uma contradição, o sim é devido não se poder negar essa descriminação a quem de fato contribui para o desenvolvimento do país, e o não, é devido ser crime e eles não reconhecerem que são criminosos, preconceituosos e racistas, e a justiça não ver isso a bons olhos. É o que os palestrantes chamaram de racismo cordial e que denominei de inconsciente natural. O capitalismo dar sua parcela de contribuição para que este preconceito sobreviva, você ver algum Papai Noel, boneca, personagem de histórias encantadas e fadas negro? Pode até ver, porque aos poucos vem crescendo a luta contra o racismo, mas a grande predominância é de cor branca. 
A educação e a conscientização são fundamentais para que o racismo e todo tipo de preconceito não exista, sendo realista diminua significativamente, pois sempre terá aqueles que insistem em querer ser mais que os outros, e o pior, associarem isto a cor da pela. A professora exemplificou o caso de uma universitária do curso de direito que ao se falar sobre cotas para negro, ela disse: “o que é que essa pretaiada quer agora?”. Não sei se o termo preto é correto ao se referir à cor da pele, mas o que essa pretaiada quer é ser respeitada, reconhecida, igualdade de direito. É lamentável uma universitária de direito falar assim, o profissional que vai defender direitos, é por ai que começa errado. Viva a diversidade, viva ao negro, viva ao Brasil! Pois o racismo é uma prisão de uma mente atrasada. (Dimas Alves)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

# Deixe-nos seu COMENTÁRIO, SE EXPRESSE DE FORMA ÉTICA! Seja bem vindo! SUA OPINIÃO E MUITO IMPORTÂNTE*
.:MDR:. SEU NOME É..? IDENTIFIQUE-SE! VIVA A LIVRE EXPRESSÃO.